Gestão de talentos na prática

Por Gabriel Leite, cofundador e CMO da Feedz.

Como está a gestão de talentos na sua empresa? Existe uma estratégia para atrair, gerir e formar equipes com ótimas performances?

Se ainda não, então é preciso começar já a gerenciar os talentos para trazer resultados mais satisfatórios para os times e, consequentemente, para a organização. 

O objetivo dessa prática é atrair, treinar e desenvolver os colaboradores para trazerem os melhores resultados para a empresa. 

Esse processo inclui diversas etapas, como: atração, recrutamento, aprendizagem, desenvolvimento, visão organizacional, plano de carreira e gestão por competência.

Gerir os talentos vai muito além dos processos burocráticos da contratação do profissional, essa prática ajuda a desenvolver, crescer e reter talentos na empresa.  

A gestão de talentos é uma estratégia essencial dentro de todas as instituições que buscam equipes com altos desempenhos, um ambiente motivador e o crescimento do negócio. Inclusive, existe um passo a passo para gerir os talentos nas empresas:

Mapeie os talentos: antes de iniciar qualquer contratação, o ideal é olhar dentro de “casa” para saber onde estão os talentos da sua empresa e quais profissionais estão faltando nos times. Comece a mapear as vagas, os cargos e onde estão os talentos que você precisa no mercado de trabalho.

Atraia talentos: descobriu onde estão os talentos que a sua empresa precisa? Estão trabalhando em outras empresas ou disponíveis esperando por boas oportunidades? Então é preciso usar estratégias de Employer Branding para atrair esses talentos e conquistá-los para entrar nos times.

Recrute os talentos: agora é hora de fazer uma triagem com os profissionais atraídos pelas vagas e selecionar aqueles que se encaixam melhor com a empresa. Desenvolva como será o processo seletivo para cada cargo, com dinâmicas de grupo, testes de conhecimentos, entre outros elementos para selecionar o talento ideal.

Selecione os talentos: através dos processos seletivos, você poderá encontrar os talentos que estão mais alinhados com o perfil de cada vaga.

Treine e desenvolva os talentos: essa é a fase de onboarding do candidato selecionado para integrá-lo à equipe. Além disso, hora de desenvolver esse profissional para oferecer bons resultados para a empresa. 

Retenha talentos: não basta fazer a melhor contratação e dar boas-vindas aos colaboradores. Procure manter os talentos na sua empresa. Invista no seu sistema de remuneração, ofereça bons benefícios, crie um ambiente saudável, reconheça os funcionários e estimule o crescimento profissional para reter os talentos.

Promova os talentos: se a empresa crescer, então os talentos precisam crescer juntos! Dê oportunidades de promoção de cargos e salários ao reconhecer que os profissionais merecem novas responsabilidades.

Avalie o desempenho: de nada adianta atrair e reter talentos se a empresa não avaliar o desempenho dos profissionais. Crie avaliações de desempenho e avaliações de competências para manter o crescimento do trabalhador e da empresa.

Quais as contribuições da gestão de talentos?

Nós garantimos que a gestão de talentos é muito importante para a sua empresa. Mas se você tiver dúvidas, então saiba alguns dos impactos dessa prática na rotina dos profissionais e da organização: 

1. O RH se torna mais estratégico

A gestão de talentos torna o RH mais estratégico porque aperfeiçoa os processos de atração e retenção dos profissionais na empresa. Além disso, o RH estratégico consegue ajudar na gestão e valorização do capital mais precioso da instituição: o capital humano.

2. Processos de contratação mais eficientes

Essa prática de RH é capaz de fazer o direcionamento correto dos talentos em relação aos cargos. Afinal, desenvolver talentos ajuda no reconhecimento das competências e potencialização das habilidades dos funcionários.

3. Melhora a adaptação dos novos colaboradores

Ao gerir os novos talentos, a empresa se preocupa em receber os profissionais contratados da melhor maneira e explica corretamente as funções a serem exercidas. Portanto, quanto mais integrado no ambiente de trabalho, o funcionário ficará mais motivado para entregar o melhor resultado possível.

4. Diminui a rotatividade de colaboradores

A gestão de talentos colabora na adaptação de novos colaboradores e no reconhecimento dos funcionários que já estão na empresa. Sendo assim, o RH desenvolve e adota novas práticas no cotidiano dos setores para conseguir reter esses profissionais.

5. Economia de dinheiro e tempo com a diminuição de turnover

Em consequência do impacto dessa gestão na diminuição da taxa de turnover, a empresa passa a economizar gastos maiores com demissão, admissão e perda de capital intelectual. Além disso, o tempo dos profissionais do departamento de RH também é economizado com a gestão correta dos talentos na empresa.

6. Reconhece os talentos presentes na instituição

Esse tipo de gestão é uma ótima estratégia para reconhecer os talentos presentes na organização. Quando a empresa reconhece um talento, tanto a instituição, quanto o trabalhador tende a ser beneficiado.

7. Aumenta a atração de talentos do mercado de trabalho

Ao praticar a gestão de talentos de maneira atraente na sua empresa, os profissionais do mercado de trabalho terão interesse em trabalhar na sua instituição.

Portanto, fique ligado aos principais interesses dos colaboradores em uma empresa, como benefícios, oportunidades de crescimento interno, clima organizacional entre outras.

8. Funcionários mais felizes, satisfeitos, motivados e engajados

Desenvolver talentos possibilita oferecer oportunidades de crescimento aos colaboradores dentro da empresa. 

Desse modo, os profissionais estarão mais felizes, satisfeitos, motivados e engajados no dia a dia de trabalho.

9. Contribui para um Clima Organizacional saudável

O Clima Organizacional apresenta os sentimentos dos colaboradores com base na cultura e outros fatores da gestão da empresa. A gestão de pessoas é uma prática de RH que possui um papel muito importante na formação desse índice mais saudável. 

10. Fortalece a Cultura Organizacional

A Cultura Organizacional é um conjunto de normas, regras, valores, processos, procedimentos, ética, políticas de comportamento criado na empresa para os profissionais seguirem. Sendo assim, ao gerenciar os talentos da organização, o RH é capaz de fortalecer a cultura desde o início da contratação até o desenvolvimento dos colaboradores.

11. Aumenta a produtividade dos trabalhadores

Essa estratégia impacta na produtividade dos talentos, já que impacta a motivação e engajamento na rotina de trabalho. Por isso, o RH precisa tratar esse tipo de gestão como uma das prioridades do setor, se deseja sucesso na produtividade das equipes.

12. Maior qualidade na execução de tarefas

Esse tipo de gestão contribui na colocação correta de cada talento no seu cargo ideal, portanto, a execução das tarefas são mais satisfatórias.

13. Criação de equipes de alto desempenho 

A criação de equipes de alto desempenho é um dos motivos para realizar a gestão de talentos na sua empresa. Isso porque o desenvolvimento de talentos colabora significamente para a formação de equipes de alto desempenho que entregam ótimos resultados. 

14. Clientes mais satisfeitos

A gestão de talentos é a garantia de que os colaboradores estão sendo acompanhados desde o início da contratação. Sendo assim, o funcionário estará preparado para conquistar os seus clientes com o seu trabalho.

15. Contribui positivamente nos resultados da empresa

Enfim, a gestão de profissionais talentosos contribui positivamente nos resultados da empresa. Afinal, um RH que realiza a contratação correta, desenvolve os talentos e mantém esses colaboradores na empresa, só tende a entregar valores financeiros positivos para a organização.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais