Código Sanitário de SC é atualizado para desburocratizar e modernizar processos

O Código Sanitário do Estado de Santa Catarina está passando por uma atualização. Esta lei, em vigor há 38 anos, é anterior a legislações importantes como a Constituição Federal de 1988 e a Constituição do Estado de 1989.

Neste período ocorreu a transformação do modelo brasileiro de assistência à saúde, como a edição da Lei Orgânica do SUS, do Código de Defesa do Consumidor, da Lei de Acesso à Informação, entre outros.

Um novo cenário se apresenta para a Vigilância Sanitária, que além da atualização do marco legal, precisou incorporar novos conceitos às práticas, visando à equidade de suas ações.

Também foi preciso atualizar conceitos frente à experiência vivenciada durante a emergência em saúde pública da pandemia.

Uma grande novidade que a atualização do código sanitário traz é a introdução dos conceitos de risco e benefício potencial, onde o olhar da vigilância sanitária considera também o contexto social, cultural, político e econômico.

A mudança permite não só acompanhar os riscos e sim todos os benefícios das mais diversas atividades econômicas no estado, sendo um importante avanço para o setor produtivo e de serviços.

Foi introduzida também a concessão de alvará sanitário por meio de autodeclaração, favorecendo o empreendedorismo no estado, otimizando os processos de trabalho.

Outra atualização importante diz respeito a multas que foram revisadas, permitindo um escalonamento na avaliação e na aplicação da penalidade, levando em consideração circunstâncias atenuantes e agravantes, e a reincidência, bem como as condições financeiras do estabelecimento.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais