Startup fatura milhões com sapatos sustentáveis

A Yuool, startup fundada por ex-sócios da XP Investimentos, levou 1 ano fazendo testes para apresentar aos consumidores calçados inovadores, térmicos e sustentáveis, feitos de Lã Merino, importada diretamente da Itália. A ideia da empresa foi colocar no mercado produtos simples, básicos, confortáveis e de qualidade.

A prova de que a teoria bate com a prática está nos números. A expectativa da empresa, para o primeiro ano de atividade, era vender 1.500 pares, mas a realidade contou com a comercialização de 8.500. Em 2019, o número de pares vendidos passou dos 20 mil. E no ano passado, em plena pandemia, os números se mantiveram estáveis e a empresa registrou faturamento de R$ 7 milhões

Os dados colocam a Yuool como uma das maiores DNVBs (marcas verticais e nativas digitalmente) do país. Na coluna de hoje falamos com Eduardo Glitz, um dos fundadores da empresa, para entendermos um pouco mais sobre a fase atual do negócio e perspectivas de mercado.

A Yuool busca ser uma marca consciente, responsável e sustentável. Você acredita que somente as marcas com esse propósito terão espaço no mercado daqui em diante?

Sim, este é um movimento sem volta. Obviamente ocorre de forma gradual, e vem junto com um movimento onde não são mais as empresas que decidem o que querem vender, são os clientes que decidem de quem comprar. Antes, eu só conseguia comprar o que a loja da minha cidade oferecia. Hoje é o cliente que decide onde e de quem comprar, e ele fará isto com as empresas que melhor estiverem alinhadas com os propósitos e valores que ele acredita.

Você atua em várias startups e empresas com bases tecnológicas completamente diferentes. Como faz essas escolhas por segmentos? E como dá conta de tudo?

Investimos em empreendedores e negócios que acreditamos que fazem parte deste processo de evolução da Nova Economia, e, principalmente, que estão alinhados aos nossos valores. Negócios que estão mudando a vida e os hábitos das pessoas para melhor. Em 2017, quando a Yuool começou, poucos acreditavam que as pessoas iriam comprar sapatos online, de uma única marca, sem experimentar e nem conhecer a marca. A Yuool conseguiu!

Eu conheci a linha específica de vocês para o home office e achei super confortável e prática. Como foi o crescimento da empresa durante a pandemia?

Como boa parte dos varejistas do segmento de moda, sofremos bastante no início. As pessoas não queriam comprar um tênis novo para ficar em casa, a moda é algo que está relacionado às relações sociais. Por isso, o desenvolvimento do Yuool Home Office, que buscou atender todas as necessidades das pessoas que estão mais em casa.

Qual o principal diferencial competitivo da Yuool aqui no Brasil? Quem são seus concorrentes?

Existimos para entregar conforto à vida das pessoas, em todos os pontos de contato com a empresa, e isso foi o que nos fez reconhecidos nos últimos anos. Difícil descrever concorrência, pois o que entregamos hoje ao cliente em termos de conforto, ninguém entrega. Mas claro que todos que produzem sapatos hoje, de alguma forma, estão concorrendo com a gente.

Quais as expectativas para esse e o próximo ano?

Devemos terminar o ano com mais que o dobro de receita do ano passado e pretendemos, em 2022, atingir R$30 milhões em vendas. A expectativa é seguir com novos lançamentos e entregar cada vez mais produtos conectados ao nosso propósito.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais