B2Mamy completa 5 anos e comemora a marca de 30 mil mães capacitadas em todo o país

De acordo com o levantamento da Fundação Getúlio Vargas , metade das mulheres perdem seus empregos em até dois anos após a licença maternidade.

Neste contexto, a B2Mamy surgiu em 2016 para mudar essa realidade. Pioneira em capacitar e conectar mães ao ecossistema de inovação, qualificou nesses cinco anos, desde sua fundação até hoje, mais de 30 mil mulheres em todo o Brasil. 

O principal propósito é auxiliar mães a serem líderes e livres economicamente, seja para empreender como uma solução para voltar ao mercado de trabalho e conciliar a dupla jornada pós gravidez ou como forma de transformação de carreira.

No ano passado, 8,5 milhões de mulheres perderam seus empregos durante a pandemia, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) Contínua realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Já o Female Founders Report 2021, produzido pela B2Mamy em parceria com o hub Distrito e a Endeavor, observou que somente 4,7% das empresas nacionais são lideradas por mulheres, o que cria um gap de gênero no ecossistema e dificulta ainda mais a ascensão destas profissionais em cargos de liderança.

Ainda de acordo com o levantamento, dos US$ 3,5 bilhões de investimentos feitos em startups brasileiras no ano passado, apenas 0,04% deste valor foi destinado para empresas fundadas por mulheres.

Por meio da comunidade multiplataforma de educação, conexão e pesquisa, a instituição abre caminho para a diversidade e inclusão digital com produtos e serviços que impactam a vida das mães e mulheres.

“Nós temos como objetivo mudar esse cenário, incentivando empresas fundadas por mulheres a continuarem seus negócios e buscarem capacitação e conexão com outras empreendedoras. Para isso, apostamos na educação e capacitação de mulheres por meio dos nossos programas e dos conteúdos, palestras, rodas de conversa e materiais autorais extras disponibilizados”, conta Dani Junco, fundadora e CEO da B2Mamy. 

“Além disso, auxiliamos no posicionamento das marcas na área de inovação e diversidade e promovemos conexões entre startups e o mercado para que as empresas façam networking e ativação de marcas”, complementa.

Ela é mãe do Lucas e especialista em marketing com foco em branding. Ela transformou sua dificuldade de voltar ao mercado de trabalho após ter se tornado mãe em solução para outras mulheres com filhos que desejam empreender. Por meio da capacitação, ela acredita que as mulheres possam equilibrar seus papéis nas suas carreiras e na administração da família, tornando-se líderes em seus trabalhos e livres economicamente.

Em setembro de 2019, já com a inauguração de seu primeiro espaço físico, a Casa B2Mamy, a iniciativa apresentou o primeiro hub de inovação Family Friendly do Brasil que integra diversas funcionalidades de educação, networking e inovação especialmente pensado para mães empreendedoras. O local tem o objetivo de criar uma comunidade de mães que buscam pertencimento no universo dos negócios.

Em setembro do ano passado, o espaço foi reinaugurado em parceria com a Wishe , grupo de investimentos focado em negócios inovadores liderados por mulheres.

Dessa maneira, o espaço tornou-se Casa B2Mamy Wishe, local que incentiva e investe o empreendedorismo feminino, buscando levar capital para empresas fundadas por mulheres com alto potencial de crescimento, oferecendo conexão para quem investe e gerando valor econômico e impacto social.

Dentro da casa existe também um laboratório de inovação em consumo, a B2Mamy Lab Store, loja beta para que empreendedoras testem novas formas de vender seus produtos, interajam com clientes e completem a jornada de inovação que traçam com a B2Mamy.

Assim como outras empresas, também teve que se adaptar com a chegada da pandemia. Reformulou os programas, eventos e ações, evoluindo-os para o mundo digital. 

Assim foi criada a B2Mamy e-Place, primeira plataforma de realidade virtual e streaming de conteúdo especializada na jornada da maternidade. 

A iniciativa concentra mais de 3 mil horas de conteúdo online on-demand, além de lives e eventos ao vivo semanais. Atualmente, a comunidade digital B2Manas já soma 7 mil mulheres interessadas em fomentar a conexão entre mães, propósitos e negócios.

A mais recente iniciativa do hub é seu braço social: o B2Mamy Womby, projeto que busca oferecer cursos de capacitação e empregabilidade em tecnologia, com foco em profissões digitais para mães da periferia de todo o Brasil. 

Em 2021, em parceria com o banco BTG Pactual, a empresa lançou a segunda edição do programa gratuito Ela é Social Media, para formar as inscritas em uma profissão digital que está em ascensão. 

Na primeira edição do curso mais de 28 mil mulheres da periferia se inscreveram para as 110 vagas disponíveis e, uma vez selecionadas, algumas até mesmo foram contratadas em empresas da rede B2Mamy.

“Acreditamos que uma mãe pode encontrar um caminho de equilíbrio entre sucesso profissional e participação ativa na educação e criação dos filhos e é para isto que trabalhamos”, finaliza a empresária.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais