Economia SC Drops: Mês do Orgulho LGBTI+: a importância da diversidade nas empresas e o que ainda precisa ser feito

No Mês do Orgulho LGBTI+, conversamos com Hóttmar Loch, empreendedor social e especialista em Diversidade & Inclusão na Nohs Somos, sobre a importância da diversidade nas empresas e o que ainda precisa ser feito. Confira no Economia SC Drops abaixo:

Qual a importância de promover a diversidade nas empresas?

Hóttmar: Discutir o tema de Diversidade & Inclusão no meio corporativo é compreender que estamos debatendo sobre a cultura de uma organização, que por si só é um recorte cultural da sociedade em que está inserida. Sendo assim, estamos falando sobre pessoas, suas características diversas, comportamentos e afins. Com isso, sabemos que todas as pessoas pertencem a alguma diversidade, mas por conta da estrutura cultural da nossa sociedade, existem grupos diversos que são sub-representados, dentro e fora da organização. Com isso, ao ter conhecimento sobre a temática, as empresas compreendem que as pessoas não partem do mesmo lugar na sociedade, ou seja, são indivíduos que dependem da estrutura social para prosperar, e as organizações fazem parte dessa estrutura. Diversidade e inclusão no meio corporativo não significa que as pessoas diversas devem entrar na organização porque são diversas, é justamente o contrário. Elas não podem deixar de entrar por conta de suas características. E quando entram, a empresa precisa garantir que haja a inclusão e o senso de pertencimento.

Todas estão comprometidas com a causa?

Hóttmar: Algumas empresas além de não estarem comprometidas de forma genuína com a causa, ainda se aproveitam da situação para benefícios próprios, como na hora de vender para um público diverso, ou com estratégias em recrutamento, por exemplo. Contudo, é possível notar um aumento do conhecimento da população quanto a essas estratégias de promoção que só visam lucro. Este ano inclusive muitos memes vieram a tona, como este na qual simula através do humor uma venda “lacradora”  de produtos LGBTIS+. Se antigamente apenas aparecer (representatividade) era aceitável, hoje é preciso mostrar o apoio que está sendo proporcionado com a ação. Nos últimos 5 anos as ações de marketing tem proporcionado muito impacto, como a Doritos, que no ano passaso com a campanha #1Kiss1Donation doou R$ 1 milhão para 10 projetos e ongs LGBTIS+. 

Como uma empresa pode garantir que a diversidade seja prática de fato?

Hóttmar: Um termo que vem ganhando muito espaço entre grandes consultorias de RH é a intencionalidade, que auxilia nesse alinhamento do que as empresas podem fazer no quesito diversidade e inclusão. É preciso criar uma cultura de disseminação de informação sobre causas sociais, construir um bom planejamento de Diversidade & Inclusão com ações de maneira contínua e conectadas, abrindo espaço para a formação de coletivos dentro da empresa. Capacitar suas lideranças para que tenham uma gestão de pessoas mais inclusiva, criar vagas afirmativas, entre outras ações, com um grande destaque para ações de educação corporativa, que as organizações podem e devem fazer para construir um ambiente organizacional mais amigável. Mas, tudo isso precisa ser feito de forma intencional. 

Quais os benefícios para uma empresa ao se inserir nesse contexto?

Hóttmar: Na Nohs Somos focamos em pessoas e em uma marca empregadora com princípios baseados em valores que promovam a diversidade e principalmente a inclusão. Somos pessoas antes de qualquer outra coisa que fazemos. Continuamos sendo as nossas características e vivendo as nossas vidas enquanto trabalhamos. E sabemos que focar em pessoas que se sentem bem com suas pluralidades, convivendo com outras pessoas com diferentes características e num ambiente onde todas, todes e todos se sintam pertencentes estamos dizendo que a inclusão acontece e que há segurança psicológica. De acordo com o Google Aristóteles 2018, segurança psicológica é um dos principais itens para equipes de alta performance, onde há a cultura do erro e consequentemente a inovação. Pessoas que se sentem bem, trabalham bem, porque estão felizes com o que fazem, colaboradores felizes, são em média, 31% mais produtivos, segundo a Universidade da Califórnia (2018). Empresas com políticas de diversidade tem 15% a mais de chances de entregar metas, segundo a Santo Caos 2014. Também segundo a Santo Caos, quanto mais aberta for a empresa, mais engajamento terá o seu time de colaboradores. Cada ponto percentual de diminuição do turnover gera 0,5% de crescimento no negócio. Também deve ser levado em consideração uma diretriz de negócio, a diversidade dos seus clientes, pois se você vende para pessoas diversas, quanto mais diverso o seu time de colaboradores, maior acerto na construção do produto. Inclusive dentro de um nicho, pois se o seu público é nichados para “mães” por exemplo, ainda assim você terá mães cis, trans, brancas, pretas, com deficiência (…). 

O que ainda precisa ser feito no âmbito local, considerando o contexto de SC, e nacional?

Hóttmar: O primeiro passo para fortalecer a diversidade nas organizações é a conscientização, e com isso se perguntar: “Na minha empresa tem espaço para discutir sobre diversidade? É uma empresa inclusiva?”.  Há dados das pessoas colaboradoras e líderes que qualificam o sistema organizacional da empresa quanto a D&I? Pois quando não há consciência, não há interesse e essa falta de consciência se percebe em SC e no Brasil nas grandes empresas, associações, polos de tecnologia, centros de inovação e afins que não possuem pessoas diversas nas tomadas de decisão. São decisões tomadas com viés de pessoas semelhantes, que desenham as jornadas de pessoas diversas. Quando não há consciência, há pessoas (que fazem empresas acontecerem) na qual acreditam que diversidade & inclusão é modismo, essas pessoas criam empresas que colocam “apoiamos a D&I” nas suas vagas de contratação, mesmo sem nenhuma ação ou planejamento criados. São empresas que “passam pano” para piadas lgbtifóbicas, racistas, capacitistas e machistas. São empresas que em junho saem do armário e em julho retornam. Estas empresas sim acham que é modismo. Agora empresas que estão conscientes, estão planejando a D&I internamente, sabem que diversidade faz parte do zeitgeist atual. Além de pensarem no bem estar das pessoas colaboradoras, também sabem que os riscos estão ligados ao negócio, como mostra uma reportagem da Exame que diz que pandemia deve tornar investidores mais rigorosos com diversidade, e a bolsa Nasdaq, nos Estados Unidos, que começará a aceitar apenas empresas em que há a presença de diversidade no board, e também, o dado de que em 2021, 97% das empresas irá investir em D&I. 

Como a Nohs Somos atua nesses cenários, tanto de desconstruir uma cultura mais conservadora como construir uma mais diversa dentro de uma empresa?

Hóttmar: A partir da análise interna da empresa, é preciso montar um planejamento anual para agir. Quando a Nohs Somos monta um Plano de Ação de D&I para as organizações, se baseia na análise do contexto atual com os dados coletados, para saber de onde se parte, e determina as metas a curto, médio e longo prazo, juntamente com os indicadores para acompanhamento das ações, e lembrando que nenhum sucesso é alcançado sem educação corporativa. É preciso conscientizar! É importante lembrar que está tudo bem não saber como agir e como implementar ações de D&I. As empresas podem buscar por consultorias especializadas com soluções em diversidade. Elas podem auxiliar a organização a construir, cada vez mais, uma excelente marca empregadora aprimorando a gestão inclusiva. Este mês é celebrado o orgulho LGBTI+ e com isso, aproveito pra contar mais sobre a nossa tecnologia social, o #mapalgbti. Um projeto da comunidade para a comunidade, na qual organiza os dados e proporciona bem estar para a comunidade LGBTI+ na hora de buscar por lugares livres de lgbtifobia. A Nohs Somos enquanto tecnologia aproxima o mercado amigável da comundiade LGBTI+ e nossa meta é impactar diretamente na decisão de escolha por lugares amigáveis de 15k LGBTIS+ em 2021. 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais