SC registra o melhor saldo de empregos para o primeiro trimestre desde o início da série histórica

Santa Catarina registrou uma saldo de 86,8 mil postos formais de trabalho no primeiro trimestre de 2021.

Trata-se do maior saldo de empregos para os três primeiros meses do ano em toda a série histórica, iniciada em 2004.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira, dia 28 de abril, pelo Ministério da Economia.

O estado abriu 20.729 vagas formais de trabalho em março, resultado de 125.425 admissões e 104.696 demissões. Esse é o terceiro melhor desempenho do país em volume de carteiras assinadas, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

O saldo de empregos em março também representa um avanço significativo em relação ao mesmo mês do ano passado, que apresentou fechamento de 7.039 vagas.

“É importante olhar para trás e considerar a importância da reação do Estado diante da pandemia, que assola a economia e a saúde mundial. Em março de 2020, iniciávamos um dos nossos maiores desafios. Neste sentido, o emprego é e será nosso alicerce, no fortalecimento da retomada no pós pandemia. Santa Catarina reage e os números atestam nossa força produtiva”, destaca o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

No primeiro trimestre deste ano, Santa Catarina ampliou em 4,03% o estoque de trabalhadores com carteira assinada, o maior crescimento relativo dentre as Unidades da Federação e bem acima da média nacional, cuja expansão foi de 2,13%.

Quando se trata dos últimos 12 meses, em termos relativos, o estado ampliou em 4,42% o estoque de trabalhadores com carteira assinada, apresentando um saldo de 75.233 carteiras assinadas.

Em março, os municípios que registraram os maiores saldos de emprego no mercado de trabalho foram: Joinville (3.623), Blumenau (1.870) e São José (1.429).

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais