Smart Tour vai representar startups de turismo na Câmara de Turismo 4.0

A Câmara de Turismo 4.0, criada pelos Ministérios do Turismo e da Ciência, Tecnologia e Inovações para fomentar a criação de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI), acaba de ganhar um importante reforço.

Por indicação do Wakalua Innovation Hub, primeiro polo global de inovação na área, a Smart Tour, de Florianópolis, que opera rotas turísticas inteligentes com o uso de Internet das Coisas (IoT), representará startups nacionais de turismo no colegiado.

Em 2019, as iniciativas da startup catarinense na categoria Tecnologia e Turismo fizeram da empresa uma das vencedoras da 2ª edição do Prêmio Nacional do Turismo. Já no ano passado, a empresa foi uma das finalistas do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo.

O ministro do turismo, Gilson Machado Neto, elogia a participação da empresa nos trabalhos da câmara:

“É importante contarmos com a colaboração de uma startup já tão reconhecida por iniciativas de vanguarda. A inovação será peça-chave na retomada do turismo e a atuação da Câmara vai estabelecer as bases para o país ter o devido destaque no campo das soluções inovadoras contribuindo, ainda, para gerar emprego e renda”.

A Smart Tour vai integrar grupos de trabalho de desenvolvimento de destinos inteligentes e de soluções e tecnologias digitais.

Jucelha Carvalho, CEO da empresa, comemora a oportunidade:

“Representar as startups brasileiras em um projeto deste porte é dar voz ao ecossistema brasileiro de inovação em turismo e, com isso, criar condições para o estabelecimento de parcerias que gerem ações práticas aos destinos, sobretudo através da tecnologia nacional”.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais