Engie é eleita a melhor empresa da América Latina em relação ao meio ambiente

A Engie foi reconhecida como a melhor empresa da América Latina na categoria meio ambiente com o Latin Trade IndexAmericas Sustainability Award 2021 pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em parceria com a Latin Trade, revista de negócios presente há 27 anos na região.

O prêmio reconhece a boa gestão empresarial que as empresas promovem no uso eficiente e responsável de recursos econômicos, ambientais e sociais, para manter um bom equilíbrio entre o setor privado e a sociedade.

Os candidatos são selecionados com base no banco de dados da Thomson Reuters, em um universo de mais de 6 mil empresas.

É feita uma triagem inicial baseada em mais de 400 pontos de dados, proporções e análises nas áreas de meio ambiente, social e governança.

“Há mais de 20 anos, o respeito ao meio ambiente e a definição de estratégias que possibilitem a preservação da biodiversidade brasileira têm nos guiado em todos os nossos projetos. Entendemos que, além de gerarmos energia limpa, temos um compromisso genuíno com a sustentabilidade em longo prazo. A premiação da ENGIE como a melhor empresa da América Latina em Meio Ambiente é mais um importante reconhecimento ao trabalho que temos desenvolvido e aprimorado junto aos públicos atuantes no entorno das nossas obras e operações”, destaca Eduardo Sattamini, diretor-presidente da empresa.

Uma das iniciativas de maior destaque foi o Projeto Matriz Biodiversidade, que tem como o objetivo o desenvolvimento de um programa corporativo para gestão de riscos, impactos e oportunidades de conservação da biodiversidade brasileira na área de abrangência de todo o parque gerador da Engie.

Os projetos de plantio de mudas também foram ressaltados. Em mais de 20 anos de atuação no Brasil, a companhia já doou ou plantou mais de 5,5 milhões de mudas de espécies nativas.

A publicação também destacou o Programa de Conservação de Nascentes, que tem por objetivo proteger mananciais e assegurar a oferta e qualidade da água às comunidades locais, em suas gerações atuais e futuras.

Iniciado em 2010, o projeto foi responsável pela recuperação e proteção de mais de 2 mil nascentes em nove estados brasileiros (PR, SC, RS, MT, MA, GO, TO, BA e MG), envolvendo ainda práticas de educação ambiental.

Outra ação citada pela publicação é a gestão da Ictiofauna nos reservatórios da companhia como elemento fundamental na gestão ambiental corporativa, promovendo, por exemplo, a conservação da biodiversidade nos Rios Uruguai, em Santa Catarina, e Iguaçu, no Paraná.

No último ano, a empresa investiu cerca de R$ 21 milhões em ações socioambientais para manutenção das licenças ambientais de suas usinas em operação, aporte que, traz reflexos diretos na garantia da proteção e conservação dos recursos naturais nas regiões onde está inserida, além de contribuir para o atendimento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais