Startup de Rio do Sul é comprada pela Nuvini

A Nuvini, grupo de empresas de Software as a Service (SaaS) criado pelo empresário e investidor Pierre Schurmann, anunciou a compra da Effecti, startup de Rio do Sul especializada em desenvolver automação para fornecedores participantes de licitações.

Criada em 2013, a catarinense foi fundada pelos empreendedores Fernando Salla e Everton Porath.

Ambos trabalhavam em uma empresa que desenvolve softwares de gestão pública e decidiram montar o próprio negócio ao perceberem a oportunidade de oferecer soluções para a participação de companhias em licitações públicas.

“Essa escolha veio a partir de uma demanda externa que se mostrou uma alternativa para o futuro, vimos que os pregões eletrônicos estavam crescendo e faltava tecnologia para auxiliar os licitantes”, explica Fernando, CEO da startup.

Atualmente, a Effecti conta com mais de 1,4 mil clientes, oferecendo uma plataforma unificada com funcionalidades para diferentes partes do processo licitatório, desde o envio de notificações sobre editais abertos, disputa automatizada de lances, preenchimento automático de informações nos portais de licitações, até o sistema de monitoramento de chat do pregoeiro, facilitando a comunicação entre compradores e fornecedores.

No último ano, a empresa auxiliou a movimentação de mais de R$ 11 bilhões em valores vencidos pelos clientes na plataforma, em mais de 325 mil itens em pregões eletrônicos e  coletou cerca de 708 mil editais em cerca de 1.300 portais.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais