Aplicativo identifica artistas e artes urbanas e cria tour a céu aberto em Florianópolis

As belezas de Florianópolis estão espalhadas por toda a ilha. Não apenas as praias e outros presentes naturais, mas também nos muros da cidade, trazendo cor às ruas da capital catarinense.

Com diversas criações espalhadas, o Street Art Tour foi desenvolvido para identificar os artistas responsáveis pelas obras de arte, levando curiosos a um tour a céu aberto.

O aplicativo funciona por geolocalização e permite que um apreciador aprenda mais sobre murais pintados na cidade.

Basta acessar o aplicativo, ver a localização no mapa da tela e clicar no PIN da obra para as informações referentes a ela.

A solução também dispõe de fotos, vídeos, mini documentários, interatividade e realidade aumentada. 

Também é possível selecionar a ferramenta +Tour e escolher, antes de sair de casa, quais murais visitar. Depois que o usuário definir a lista de favoritos, o aplicativo criará uma rota para a visitação das obras. 

HISTÓRIA

Foto: divulgação

Tudo começou em 2016, quando os produtores culturais Arturo Valle Junior e Marina Tavares se reuniram com o artista urbano Rodrigo Rizzo com a intenção de planejar um movimento capaz de difundir e valorizar os artistas de Florianópolis. A solução, no entanto, só veio dois anos depois. 

“Decidimos que o primeiro passo deveria ser o de mostrar que nossa produção local de arte urbana é riquíssima e deveria ser mostrada com informações mais completas. Assim, surgiu a ideia do aplicativo, uma ferramenta para localizar, mostrar, contar as motivações de cada intervenção artística e, principalmente, para mostrar quem são esses talentosos artistas”, conta Arturo Valle.

A criação do Street Art Tour foi um grande desafio: o grupo não tinha qualquer experiência com o desenvolvimento de ferramentas tecnológicas nem investidores diretos que pudessem ajudar a viabilizar o sonho. 

“Nós três planejamos o escopo do app, desenhando o que queríamos e realizando pesquisas e orçamentos. Desenvolvemos um projeto cultural para ser inscrito na Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Florianópolis. Neste projeto, além da contratação de uma empresa que pudesse desenvolver o app, incluímos outras ações que já havíamos pensado para que o projeto tivesse mais visibilidade, como a produção de novas pinturas muralistas em médio e grande formatos, por exemplo”, complementa o produtor.

Com o projeto montado, o trio deu o segundo passo: buscar incentivadores para o desenvolvimento do aplicativo. No segundo semestre de 2018, a primeira resposta: o Floripa Airport acreditou no potencial e passou a apoiar a causa.

Após a captação do recurso, o trabalho foi árduo por seis meses até o lançamento oficial do projeto. Nessa etapa, o trio aumentou e passou a ser sete, cada um com uma função diferente. Uma parte da equipe precisava dar forma ao SAT.

Já a outra, precisava ir às ruas para fazer pesquisa, catalogação, registro de imagens e contato com artistas dos trabalhos existentes. Além disso, uma empresa contratada era responsável pelo desenvolvimento técnico do aplicativo. 

Em abril de 2019, a primeira versão foi lançada para Android e IOS, com um catálogo de 109 murais e, aproximadamente, 40 artistas cadastrados.

“O trabalho de catalogação, com certeza, foi o mais difícil. Chegamos a registrar mais de 400 trabalhos pela cidade, mas não conseguimos informações sobre todos. Essas dificuldades e algumas outras necessidades encontradas durante o primeiro ano do app nos fizeram refletir e decidir que uma nova versão seria necessária”, comenta Arturo.

Com a primeira versão no ar e com mais de 2 mil downloads feitos, foi possível conseguir novos investidores para a segunda etapa: Angeloni Supermercados, Brognoli Imóveis, Corporate Parque, Fiori Construções e Zip Hotel. Isso possibilitou a ampliação de ações do projeto e a reestruturação do aplicativo para suprir as demandas encontradas.

A nova e atual versão conta com um formulário para que o artista cadastre suas obras. Com isso, foi possível aumentar o número para 100 artistas e seus trabalhos na capital. O incentivo também vale para produtores de outras cidades, já que o único pré-requisito de cadastramento é que o mural seja visível ao público da rua. 

Foto: divulgação

“O Street Art Tour vai além do seu aplicativo. Suas ações tem, hoje, uma relevância importante no cenário cultural de Florianópolis, seja na produção de murais que homenageiam personagens ilustres da nossa história ou na realização de ações que dão novos significados a muros e paredes em espaços e comunidades da cidade. Isso tem sido notado por outras cidades e, por isso, recebemos diversos convites para expandir nosso projeto até elas, algo que, com certeza, irá acontecer naturalmente”, conclui.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais