Ocupação dos hotéis na Grande Florianópolis revela setor com tímida recuperação

Apesar de aguardado com ansiedade pelos hoteleiros, o início da temporada ficou aquém do esperado pelo setor, um dos mais atingidos pela pandemia.

De acordo com levantamento do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Grande Florianópolis (SHRBS), a ocupação na região em dezembro ficou em 44,66%, uma queda de 35,49% em relação ao mesmo período de 2019.

No Natal, a situação foi pior, com 36,95% dos leitos ativos. Já no Réveillon, a taxa ficou em 63,42%.

Para Estanislau Bresolin, presidente do sindicato, a insegurança da população, somada às informações controversas sobre o que era permitido em Santa Catarina, contribuiu para o mau desempenho:

“Mesmo com uma hotelaria de excelência e respeitando rigidamente todos os protocolos, não foi um fim de ano satisfatório. Logicamente não esperávamos números iguais aos de 2019, mas a expectativa era grande para a manutenção dos negócios e dos empregos”.

O levantamento foi realizado junto a 59 estabelecimentos, com 5.897 unidades habitacionais disponíveis.

Leia também um artigo do Adriano Palma Silva, CEO do Faial Prime Suítes.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais