COFEM apela por revisão nas normas que limitam ocupação no setor hoteleiro

O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) enviou ofício ao secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, defendendo revisão da redação das normas que atualmente limitam a ocupação no segmento hoteleiro no estado, por conta da pandemia.

O documento, encaminhado nesta sexta-feira, dia 27, foi assinado pelos presidentes da FIESC, FAESC, Fecomércio, Fetrancesc, FCDL, FACISC, Fampesc e Sebrae-SC, que afirmaram não entender a demora no encaminhamento da questão, pauta de reiteradas manifestações do setor.

“Com a proximidade das festas de final de ano e da temporada de verão, o aumento do fluxo de pessoas a Santa Catarina é inevitável e não pode ser ignorado. Portanto, é necessário que haja sintonia entre esta realidade e a proteção da saúde da população, pois os visitantes estarão mais bem-cuidados em meios de hospedagem formais, que  seguem rigorosos protocolos de segurança, do que em meios alternativos, em que não há garantia de cumprimento das regras sanitárias que o momento exige”, diz o texto do documento.

Ainda no manifesto, o setor produtivo salienta que os hotéis são locais seguros e que há estados em que a atividade do setor seguiu normalmente durante a pandemia, sem que se tenha noticiado aumento de casos de contaminação em função disso.

Leia também um artigo do Adriano Palma Silva,
CEO do Faial Prime Suítes, divulgado nesta semana

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais