Black Friday: planejamento de marketing digital será fundamental

Com a expectativa de crescimento de 77% e um total de vendas próximo de R$ 7 bilhões, o varejo brasileiro espera que a edição deste ano da Black Friday seja a maior de sua história.

Mas os dados otimistas da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) também apontam para outro caminho: as empresas que se planejaram com antecedência terão resultados melhores, principalmente entre os usuários do e-commerce, cujos hábitos se intensificaram em um ano de pandemia.

E, nesse contexto, as estratégias de marketing digital e vendas se consolidam como principais frentes para atingir o público ávido pelas melhores ofertas.

Alguns fatores geraram a estimativa desse resultado histórico. As reservas financeiras feitas no período de instabilidade econômica, o maior número de adeptos das compras online, os estoques mais robustos, a facilidade do pagamento instantâneo e a redução de impostos em produtos como videogames são pontos de destaque.

Mas em meio a uma grande variedade de promoções e descontos buscar uma posição de relevância exige  planejamento extra.

“O ponto mais importante sem sombra de dúvidas é a empresa ter trabalhado sua audiência desde o começo do ano ou desde anos anteriores”, analisa Bruno Castañola, líder de marketing da Clint.

De nada adianta você investir uma verba forte em mídia paga se o público nem conhece sua marca.


Está programando ações de marketing da sua empresa para 2021? Conheça nosso mídia kit e acerte na estratégia clicando aqui.


A insegurança em fraudes é uma máxima em períodos de Black Friday, então, ter uma marca conhecido já quebra esse desafio.

Um recente estudo da Emotions Meters, encomendado pela multinacional de cluod commerce, VTEX, mostrou quais são as palavras-chave mais mencionadas em redes sociais sobre o período de promoções.

As intenções de compra, além de ligadas à termos mais usuais como “promoção” e “desconto”, estiveram na maioria relacionadas com sentimentos “ansiedade”, “esperança” e “otimismo”.

“Os estudos sobre comportamento do consumidor sempre são relevantes, e neste ano específico ganharam outra conotação pela sensibilidade e instabilidade que marcaram os últimos meses. Entender como seu público-alvo está no contexto atual é essencial: ele passou a consumir mais digitalmente, ou ainda prefere as lojas físicas, nem que seja para conhecer diretamente o que pensa em consumir? Os produtos que lhe interessam são de qual natureza? Ele pretende diminuir ou aumentar os gastos em relação ao mesmo período do ano passado? São questões aparentemente simples, mas precisas para se entender a quem se quer chegar e por quais meios e mensagens”, explica Bruno.

Para ele, as estratégias de marketing digital e vendas que terão os melhores resultados são baseadas na fidelidade e confiabilidade de seu público, fatores que não se adquirem apenas com campanhas pontuais e objetivas:

“Além disso, você deve ter uma comunicação uniforme nos seus canais e trabalhar com uma boa estratégia de mix de produtos, sempre adequada a saúde financeira da sua empresa. Descontos muito agressivos, sem cálculo prévio, no final vão se tornar prejuízos para sua empresa”.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais