5 estratégias para aumentar as vendas online na Black Friday

Com a pandemia, as expectativas de muitos pequenos comerciantes é aproveitar o fim do ano para conseguir aumentar as vendas e conquistar novos clientes.

A Black Friday, que movimentou mais de R$ 13,5 bilhões no último ano, pode ser uma ótima oportunidade para isso.

Mas, os descontos precisarão ser acompanhados de uma boa adaptação das vendas para o mercado digital.

Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a estimativa é de que as vendas online dessa data cresçam em até 77% se comparadas com o ano passado.

Guilherme Galesi Hernandez, CEO da Kyte, uma plataforma de vendas e gestão para digitalizar pequenos negócios, separou cinco estratégias para ajudar os pequenos comerciantes a se prepararem para esse movimento. Confira:

1 – Esteja no celular do cliente

Hoje, já não basta estar online, é preciso estar no celular do seu cliente. Nos últimos seis meses, a proporção de brasileiros que utilizou um smartphone para fazer compras ou pagamentos subiu de 85% para 91%, de acordo com a pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box

Por isso, para aproveitar bem esse aumento da demanda, é interessante investir em marketplaces ou em plataformas que permitam a criação de lojas virtuais otimizadas para o mobile. 

O aplicativo da Kyte, por exemplo, oferece as funcionalidades de catálogo e pedido online na versão gratuita. Antes da pandemia, os recursos faziam parte do pacote PRO, mas foram liberados como uma forma de ajudar pequenos comércios a passar por esse período. A plataforma também permite que os usuários programem descontos em suas lojas.

2 – Planeje-se com antecedência 

Para que datas como a Black Friday efetivamente tragam resultados positivos para os lojistas, é necessário planejamento e organização.

Uma dica é ficar atento ao cálculo dos descontos para não gerar prejuízos, assim como ao controle de estoque para evitar problemas com falta de mercadorias.

Outra estratégia pode ser aproveitar o dia de promoções para vender algum produto com baixa demanda a um preço bem mais atrativo.

3 – Dê descontos reais 

Cada vez mais os consumidores estão atentos aos preços das lojas e realizando pesquisas antecipadas para evitar cair em golpes.

É fundamental para a boa reputação do comércio que os valores dos produtos não sejam aumentados nos dias anteriores à Black Friday e que os descontos dados sejam reais.

Em pesquisa da Social Miner em parceria com a Opinion Box, pelo menos 41% dos consumidores declararam que desistiriam de uma compra mesmo diante de uma boa oferta caso desconfiassem de que o desconto não era verdadeiro. 

4 –  Ofereça um catálogo atraente

O aumento da competitividade no comércio online exige que os comerciantes encontrem formas de deixar a experiência dos catálogos virtuais o mais atraente possível para seus clientes. 

Apresentar imagens de qualidade e descrições completas dos produtos oferecidos são ótimas formas de manter o engajamento do consumidor.

Aliás, a falta de informações e detalhes das mercadorias também é apontada por 33% das pessoas como um dos fatores que as fariam desistir das compras na pesquisa da Black Friday.

5 – Aproveite para fidelizar clientes

Temporadas de alta demanda como a proporcionada pela Black Friday são excelentes oportunidades  para investir no pós-venda e se conectar com novos consumidores. 

No aplicativo da Kyte, há a possibilidade de cadastrar clientes, o que favorece o contato para atendimento e ainda permite uma avaliação dos hábitos de compra.

Com isso, fica mais fácil divulgar produtos e compartilhar promoções especiais com base nos interesses do cliente, aumentando as chances de trazê-lo de volta para a loja depois da data comemorativa.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais