SC lança Programa Orla Segura e projeto para certificar mais praias com o selo Bandeira Azul

O governador Carlos Moisés e o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro Mané Ferrari, lançaram nesta semana o Programa Orla Segura, de ordenamento Náutico de Santa Catarina e o Estudo de Viabilidade do selo Bandeira Azul.

O programa vai garantir mais segurança ao tráfego aquaviário e aos banhistas nas praias, com o balizamento nas áreas reservadas.

Contempla ainda a compra dos equipamentos necessários, como boias, manilhas, sapatilhas, poitas, distorceres, cabos e placas de sinalização.

O investimento por parte do Governo do Estado será de R$ 1 milhão.

De acordo com o presidente da Santur, serão beneficiados cerca de 25 municípios do litoral catarinense, com impactos diretos no segmento do turismo náutico.

“É um projeto pioneiro no país. Uma parceria com a Capitania dos Portos e a Marinha do Brasil para que possamos de fato fazer com que as nossas orlas comecem a ser olhadas com mais segurança. Vamos regrar e, assim, fazer com que a vida humana seja preservada. Tanto os banhistas, quanto as embarcações vão ter limite de onde podem chegar e circular”, explicou.

COMO VAI FUNCIONAR

A primeira etapa será a avaliação das condições das praias catarinenses e a seleção das 40 com melhor histórico de balneabilidade.

Posteriormente, a avaliação presencial e o relatório com as recomendações para sua inclusão junto ao programa.

Das 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina.

O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

Leia também: SC seguirá com a marca de estado mais azul do Brasil na próxima temporada de verão

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais