Investir no ambiente digital e nos beneficiar da tecnologia é um caminho sem volta

Estar no meio digital, seja por questões pessoais ou profissionais, não é mais uma escolha. Em se tratando de negócios, a pandemia serviu pra gente refletir muita coisa, inclusive que já deveríamos ter promovido essa revolução tecnológica há 10 anos, a exemplo de países desenvolvidos da América do Norte e Europa.

Por aqui, ainda vemos resistência de alguns empresários em adotar o meio digital – o que ao meu ver é dispensar uma energia desnecessária, já que este é um caminho sem volta. Não precisa pensar em substituição de meio de atuação. Basta mudar a ótica e encarar essa prática digital como um acréscimo, como um algo a mais. A tecnologia digital é aliada para potencializar resultados e essa transformação só traz vantagens.

Percebemos que cada vez mais as mídias offline estão ficando para trás. Por isso, estar online é algo que deve fazer parte do planejamento da organização, com verba dedicada para isso. Com a globalização, as pessoas estão conectadas e buscam conexões, o consumidor busca se relacionar com as marcas e com os produtos que consome. Não há necessidade de um intermediário se é possível ir direto à fonte. O que isso significa? Significa que precisamos investir no meio digital para conquistar esse público sedento por informação, produtos e serviços a um clique de distância do seu negócio.

E apostar nessa inovação pode ser algo tranquilo, desde que bem planejado, seguindo diretrizes bem definidas. Para dar uma ajuda – e com base nas estratégias que já adotei – tenho cinco dicas de como dar o pontapé inicial nesse mundo digital:

Você precisa conhecer seu público. É o que vai subsidiar todo o escopo desse projeto de investimento no ambiente digital. Qual a idade do seu público, as preferências dele, onde eles vão te procurar, em que momento…

Inclua as ações digitais no planejamento estratégico. É fundamental ter um planejamento para o offline e um para o online. É preciso ter foco, alguém olhando para o digital, senão ele se perde no meio do processo. Os orçamentos devem ser separados, dedique verbas específicas para cada meio, com um foco bem estabelecido. Tem dificuldade de definir onde investir e como investir? Busque assessoria com empresas especializadas nesse segmento; é um custo que vale a pena.

Valorize a sua marca. Há uma palavra bastante usada hoje em dia no meio empresarial: branding – que nada mais é do que valorizar a sua marca através de ações alinhadas para despertar sensações e criar conexões. A partir do momento que você faz sua projeção separada do off-line e do online, você pensa no branding digital, ou seja, enxerga o meio digital como aliado para aumentar a visibilidade da sua marca. Aqui é importante que toda a linha de comunicação esteja unificada, com as duas esferas em unidade.

Faça produção de conteúdo. É muito importante ter uma agenda. As próprias mídias sociais, por exemplo, disponibilizam ferramentas para isso. E tão importante quanto produzir o conteúdo é atualizá-lo! É preciso ser dinâmico e interagir com quem conversa com a sua empresa. As pessoas que estão online querem respostas rápidas. Não dá pra demorar, porque quando isso acontece há um reforço negativo e tudo o que foi planejado no branding vai por água abaixo. O meio digital é uma arma, que pode ser usada para o bem ou para o mal. O consumidor está empoderado. Quando você demora na resposta, o que ele faz: depõe contra sua marca e provoca situações irreparáveis. Então é preciso interagir e trabalhar com tempo de respostas curto, evitando discussões negativas pelas redes sociais, afinal é importante saber que o número de interações geram popularidade, e ninguém quer ser “popular” em situações e problemas desagradáveis e que firam sua credibilidade. Também evite se envolver em assuntos polêmicos, que não tenham relação com sua marca e que tão pouco refletem a imagem de que queira passar de sua empresa.

Tenha indicadores. Este talvez seja o ponto-chave: toda ação planejada e investida precisa ser medida. As campanhas nas redes sociais são muito dinâmicas e o engajamento é o que faz a roda girar. É preciso ter iteração e saber medir essa interação. Nenhuma ação dentro da empresa no sentido de indicadores e medições pode ser negligenciada. Por quê? Porque você pode estar investindo errado e isso é muito perigoso. Então se você não domina esse assunto, busque especialização ou contrate profissionais ou empresas especializadas para isso.

É preciso desmistificar o “impossível”, o “não consigo fazer”. Existem muitas formas de inserir seu negócio no meio digital. O primeiro passo é acreditar que é possível. Ter a mente aberta a esse novo momento de transformação digital é criar uma atmosfera voltada para o online. Não lute com o que veio para ficar, aproveite. Faça mais, melhor e mais rápido, sempre!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais