Aeroporto de Florianópolis inicia teste para embarcar passageiros com reconhecimento facial

Um projeto idealizado pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra) em parceria com o Serpro, empresa de tecnologia do governo federal, pretende tornar mais eficiente o processo de embarque nos aeroportos e mais seguras as viagens aéreas.

Por meio da identificação biométrica, baseada no reconhecimento facial, o projeto começa a ser testado nesta semana no Aeroporto Internacional de Florianópolis.

SISTEMA UNIFICADO

A tecnologia de reconhecimento facial para a identificação do passageiro e embarque automático nos portões eletrônicos (e-gates) já é oferecida no mercado.

O que não existia, até o momento, era um sistema nacional unificado que possibilitasse checar e validar, com rapidez e segurança, a identidade do passageiro a partir do cruzamento com diferentes bases de dados governamentais.

“Estamos orgulhosos de sermos o aeroporto pioneiro no Brasil com essa tecnologia, que garante mais segurança e rapidez no embarque”, comenta o CEO dos Aeroportos de Florianópolis, Vitória e Macaé, Ricardo Gesse.

NA PRÁTICA

Os testes do projeto-piloto do Embarque Seguro em Florianópolis serão feitos com passageiros voluntários da companhia aérea Latam.

A conferência da identidade do viajante ocorrerá no momento do check-in eletrônico com a vinculação de uma foto ao bilhete aéreo, que permitirá o acesso facilitado do passageiro à sala de embarque.

O embarque na aeronave ocorrerá por meio da biometria do viajante, sem a necessidade da apresentação de qualquer documento.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais