Gasto médio para o Dia dos Pais é de R$ 157,17, diz pesquisa da Fecomércio/SC

O Dia dos Pais é mais uma data especial que traz estímulos para a
movimentação econômica de praticamente todos os setores do comércio.

Em razão disso, a Fecomércio/SC fez uma pesquisa para conhecer o perfil do consumidor desta data, buscando melhor preparar o empresário do setor com informações relevantes para um melhor aproveitamento deste maior movimento.

A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 20 de julho de 2020 e ouviu
1.123 pessoas de Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages e Itajaí.

Os dados mostram que os respondentes da pesquisa de intenção
do Dia dos Pais deste ano são:

  • Formados majoritariamente por mulheres (64,7%) e indivíduos casados (58,9%).
  • A maioria destes é jovem, com idade entre 18 e 35 anos (51,5%).
  • Em relação ao grau de escolaridade destes consumidores, a maioria tem ensino médio completo (33,8%) ou grau de instrução equivalente ao superior completo (24,3%) e superior incompleto (16,4%).
  • A maioria destes consumidores são trabalhadores com carteira assinada (35,4%).
  • A renda da maior parte destas famílias fica entre R$
    2.109,00 e R$ 5.271,00 (38,5%), além de famílias que ganham entre R$
    1.056,00 a R$ 2.109,00 (26,0%). Ainda é relevante as famílias que tem
    rendimento entre R$ 5.272,00 e R$ R$ 8.431,00 (11,5%).
  • O gasto médio dos consumidores para este ano é será de R$ 157,17.
  • Já em relação à intenção na forma de pagamento das compras, a maioria dos consumidores estaduais tem como objetivo pagá-las à vista, o que representa 82,5% dos entrevistados.
  • Ao se tratar do local de compra dos produtos, o comércio de rua continua a ser a opção da maioria dos catarinenses (56,2%). Em seguida aparecem os shoppings, que representam 19,8% dos locais de compra intencionados pelos consumidores para esta data, valor similar ao do ano passado. Em terceiro lugar aparece a Internet com 14,4% das opções, participação que representa mais que o triplo informado em 2019 (4,5%).
  • Nota-se que a principal parte dos consumidores presenteará produtos relacionados ao setor de vestuário (41,9%), um dos principais impactados pela pandemia, seguido pelos calçados (10,9%) e perfumes e cosméticos (10,7%).

A pesquisa completa pode ser conferida clicando aqui.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais