Pesquisadores da UFSC alertam Governo do Estado sobre medidas para frear avanço do coronavírus

Pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) enviaram uma carta aberta ao governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, sobre o enfrentamento ao coronavírus.

No documento, os estudiosos da saúde pública avaliam as ações do estado na gestão da crise sanitária e oferece caminhos para ação.

“Desde o início da atual pandemia nos posicionamos de forma inequívoca em relação ao seu curso, indicamos o caminho da ciência e da integração, da transparência e da consistência política, do isolamento social integrado e claramente colocado. Previmos em diversas entrevistas e documentos que uma catástrofe estaria por vir caso as medidas adequadas não fossem tomadas no momento oportuno,” destacam os signatários.

Os professores defendem ações como ampliar a testagem, repensar a regionalização da gestão de saúde, reconstruir o grupo de enfrentamento à pandemia, entre outras estratégias.

Acrescenta ainda uma contribuição para se pensar um plano de contingências caso haja a necessidade de adoção de lockdown

Os especialistas se colocam à disposição para auxiliar nas análises, discussões e planejamento das políticas e ações de combate a doença.

O documento é assinado pelos Departamentos de Saúde Pública, e de Nutrição da UFSC, programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Saúde Mental e Atenção Psicossocial, Enfermagem, Gestão do Cuidado em Enfermagem, Nutrição da UFSC; pelos núcleos de Estudos em Gênero, Diversidades Sexuais e Saúde, de Pesquisa e Extensão em Bioética e Saúde Coletiva, de Extensão e Pesquisa em Avaliação em Saúde, de Humanização Arte e Saúde, grupos de Pesquisa em Farmacoepidemiologia, de Pesquisa em Políticas Públicas de Saúde e de Estudos em Linguagem, Cognição e Educação da UFSC e pela Teia de Articulação para o Fortalecimento da Segurança Alimentar e Nutricional da UFSC.

Confira o documento na íntegra.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais