Projuris, que desenvolve software jurídico, cresce 35% no primeiro semestre

A ProJuris, empresa que atua com software jurídico, cresceu 35% no
primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Sergio Cochela, CEO da empresa, observa que o resultado positivo é o reflexo de uma série de ações tomadas no início da pandemia e baseadas em três pilares: saúde, emprego e clientes.

“Quando estados, municípios e empresas começaram a fechar, reduzimos investimentos, cancelamos contratações, protegemos o caixa e renegociamos contratos. Decidimos manter o que mais importa para nós, a saúde das pessoas, o emprego de nossos colaboradores e o padrão de atendimento ProJuris. Demitir não era uma opção. Mantivemos todos os
empregos, optando por apoiar a sociedade e a economia para, assim, estarmos mais preparados para a retomada econômica, quando ela vier”, destaca o empresário.

Com todos os funcionários em home office, a empresa continuou totalmente
operacional e duplicou os esforços no atendimento aos clientes.

Com sede em Joinville, a empresa ainda possui escritórios em Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.

Atende ao menos 2 mil clientes que, juntos, somam mais de 20 mil advogados em todo o Brasil.

Dentre os clientes estão Cielo, Nextel, Klabin, Embraco, Rede Dia e Goodyear.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais