WTC lança Grupo de Cidades Inteligentes focado no Sul do Brasil

Um ambiente colaborativo e propositivo que possa fomentar a construção de caminhos, abordagens e ações visando acelerar e materializar a implantação do conceito de cidades inteligentes na região Sul.

Essa é a premissa do Grupo WTC Cidades Inteligentes, que acaba de ser lançado pelo World Trade Center Sul (WTC).

A iniciativa faz parte do programa de competitividade da associação de negócios e será iniciada pelo WTC Joinville.

O cenário das smart cities tem crescido bastante pelo mundo nos últimos anos, mas ainda são necessárias iniciativas que reúnam os agentes privados e públicos, para que trabalhem em sintonia em prol das cidades.

“Criamos o Grupo WTC Cidades Inteligentes para oferecer mais que um fórum de debate. Seremos um ambiente onde atores complementares terão condições de trocar experiências e construir, de maneira conjunta, estratégias e planos de ação para orientar suas corporações. E servir de guide para que outras companhias possam ancorar suas dores, demandas e oportunidades”, explica Milton Fabricio, diretor executivo do WTC Sul.

O diretor executivo no Ágora Tech Park Joinville, Jean Vogel assumirá a presidência rotativa do grupo em 2020:

“Vamos compilar um grande volume de dados em insights, para construir uma base de conhecimento que permita avançar no tema e na proposição de soluções efetivas e, ao mesmo tempo, oferecer networking. É neste mix de conhecimentos, experiências e objetivos que se constituirá um ecossistema de problemas e soluções, oportunidades, visões e propostas voltadas a tornar as empresas mais competitivas e melhorar a vida nas cidades”.

A ideia da criação do Grupo de Cidades Inteligentes (GCI) envolveu ainda a engenheira Daniella Abreu, diretora da Sustainpolis:

“Conhecia o WTC Real Estate, depois conheci o WTC Business Club Sul, em Curitiba, através da Ascensus Joinville. Desde o início, achei o propósito e o formato do grupo muito interessantes. Conheci melhor os executivos responsáveis pelo projeto e aventamos a possibilidade de lançar um grupo temático de smart cities. A sinergia de ideias foi imediata, a conversa evoluiu e a parceria aconteceu naturalmente”.

Segundo a executiva, o grupo temático irá trabalhar com estratégia e conteúdo, reunindo de 25 a 30 integrantes, além de convidados pontuais.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais