D-Hub muda posicionamento e agora é Mauá Ventures

Lançada no ano passado, com sede em Santa Catarina e operação global a partir de Portugal e Espanha, a D-Hub, consultoria de inovação e negócios internacionais, alcançou importantes conquistas em seu primeiro ano.

Entre eles, deu início a projetos de inovação aberta e promoveu eventos em Joinville, Blumenau e Florianópolis. Já no mercado europeu, desenvolveu parcerias com centros de inovação e planos de internacionalização de empresas de tecnologia.

No entanto, a explosão da pandemia de coronavírus na Europa, ainda no início de 2020, provocou uma mudança radical de planos para a empresa, resultando em um novo posicionamento e um novo nome: Mauá Ventures.

“Tivemos que reavaliar a nossa estrutura, proposta de valor e atividades prioritárias, buscando uma rápida adaptação ao novo contexto global e às necessidades do mercado brasileiro”, explica o CEO da empresa, Daniel Eduardo de Araújo.

NOVO SÓCIO

Executivo global, empreendedor e investidor com mais de 20 anos de experiência nas áreas de inovação e marketing, em grandes empresas nacionais e multinacionais, co-autor do livro Gestão de Marketing para Executivos Brasileiros, Carlos Felipe Rocha uniu-se ao grupo como co-fundador e VP de Marketing e Estratégia da Mauá.

“Buscamos reformular a nossa oferta e reposicionar a empresa no mercado”, ele relata. A definição adotada foi “uma assessoria estratégica e prática, com soluções nas áreas de inovação e gestão, para empresas de médio a grande porte e organizações públicas, visando a criação de valor para todos os stakeholders através de conexões e projetos inovadores”, destaca o executivo.

PARCERIAS

No plano internacional, a empresa manteve a parceria estratégica com o CEiiA, um dos principais centros de inovação e engenharia da Europa.

O acordo foi assinado ano passado durante o Web Summit, na presença do Secretário de Estado e Ministro Adjunto da Economia de Portugal, João Neves.

A Mauá Ventures também está trabalhando em conjunto com diferentes organizações catarinenses da iniciativa privada, do associativismo e da academia, a exemplo da recém firmada parceria com a Esag/Udesc para fortalecer o ecossistema local e gerar valor através da inovação.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais