Empresas de SC criam ações e tecnologias para enfrentar pandemia

Há um mês de quarentena e com mais de 1 mil casos confirmados de coronavírus em Santa Catarina, as empresas da região estão não apenas se readaptando, mas também criando uma corrente de solidariedade para ajudar clientes e funcionárioss a evitarem a propagação do vírus. 

Tentando minimizar ao máximo os impactos da doença, a WK Sistemas, empresa de Blumenau que desenvolve um software de gestão de empresas (ERP) 100% integrado e com foco na autonomia dos usuários, está disponibilizando, gratuitamente, o ERP Radar Lite Cloud.

O software é projetado para otimizar a gestão de negócios totalmente hospedado na nuvem, em um ambiente protegido e confiável.

O sistema integra todas as áreas da empresa e permite que os funcionários possam trabalhar de casa com mais velocidade e eficiência.

“Nós acreditamos que parceria é estarmos juntos em todos os momentos. Estamos diante de uma situação sem precedentes e queremos poder apoiar os negócios que estão com dificuldades por conta da crise”, comenta Marcio Tomelin, diretor de Produto e Mercado da empresa.


Esse também é o caso da Pulses, startup de Itajaí que tem soluções de clima organizacional medidas de forma contínua para apoiar líderes na gestão de pessoas.

Pensando em ajudar RHs e gestores nesse momento delicado, com muitas equipes trabalhando de forma remota, a empresa lançou o Termômetro de Crise, uma ferramenta gratuita de pesquisa de clima focada nos impactos do coronavírus.

A plataforma envia perguntas quinzenalmente para os funcionários, para que os líderes consigam entender melhor como as equipes estão se sentindo durante a quarentena, tanto em termos de produtividade e adaptação ao trabalho remoto quanto aos níveis de ansiedade e preocupação causados pela pandemia. 

Outro lançamento da Pulses foi a comunidade People First: em tempos de Coronavírus, uma rede onde RHs e gestores podem trocar conhecimento, ideias e compartilhar boas práticas de gestão durante a crise.

“Independente da decisão que os líderes irão tomar a respeito do que fazer neste momento, é importante colocar as pessoas como prioridade. Agora é a hora de ouvir seus colaboradores e entender o que eles estão sentindo, sempre fazendo comunicações claras e diretas sobre os reais riscos e impactos do Covid-19 em suas famílias no negócio”, destaca Cesar Nanci, CEO da Pulses.


Já na Involves, empresa que desenvolve soluções em trade marketing, a boa ação foi focada nos fornecedores da companhia: mesmo com alguns serviços suspensos, todos continuarão sendo pagos.

“O líder de negócio tem que ter uma postura de equilíbrio e tranquilidade em uma situação como essa, inclusive e principalmente, no que tange a economia. Nós sabemos que muitos fornecedores vão ser fragilizados. Na Involves, por exemplo, nós oferecemos serviços como massagem para o time e seguiremos fazendo o pagamento dessas pessoas. É uma questão de responsabilidade social da empresa”, explica André Krummenauer, CEO da empresa.

Mesmo com os funcionários trabalhando de casa, a Involves mantém as atividades de alongamento  laboral e de yoga remotamente.

Os involvidos, como são chamados os profissionais da empresa, recebem vídeos com dicas de exercícios de ergonomia e atividades físicas.

Para manter a interação e evitar o isolamento social, a empresa está incentivando os funcionários a mandarem fotos de como foi o dia de home office e compartilharem as curiosidades e dificuldades do dia a dia.


A startup Checklist Fácil, com o objetivo de auxiliar os setores essenciais na prevenção do coronavírus, disponibilizou para seus clientes checklists padrão para a gestão da limpeza dos ambientes.

Além disso, foi lançada a ação Checklist do Bem, assim, qualquer empresa que queira realizar auditorias e inspeções de prevenção ao coronavírus receberá acesso gratuito em uma versão especial da ferramenta.

Para garantir a estabilidade do sistema, há um limite de 1 mil usuários.

Porém, para aqueles que não conseguirem garantir o seu cadastro, os checklists de prevenção estão disponíveis gratuitamente, em formato de planilha, no site da startup.

Para auxiliar na manutenção da higiene, Rafael Zambelli, CEO da Checklist Fácil, recomenda o uso da tecnologia “por meio do nosso software de eficiência operacional, é possível criar checklists e planos de ação para o gerenciamento dos processos de higienização, seguindo as recomendações dos órgãos competentes. A comprovação da finalização da tarefa é feita por meio de imagem ou QR Code”.

Ele ainda complementa que “essas funcionalidades garantem que o auditor esteja no local de realização da checagem e, ainda, utilize o recurso de imagem como forma de comprovar o problema que precisa ser resolvido”.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais