Publicidade
Categories: Coronavirus Negócios Notícias

Startup cria plataforma para lojistas e consumidores agendarem atendimentos

A abertura do comércio de rua nas maiores cidades de Santa Catarina tem gerado preocupação quanto à segurança de clientes e trabalhadores.

Para ajudar a solucionar a questão, um grupo de profissionais participantes da pré-incubadora Cocreation Lab, em São José, se uniu para criar uma plataforma gratuita para agendamento de atendimentos.

O Agendaki está na fase final de desenvolvimento com apoio da Fecomércio/SC na divulgação junto aos lojistas.

“Diante do cenário que estamos enfrentando desde o primeiro caso da COVID-19 no Estado, o setor de comércio e serviços se viu diante de um desafio inesperado e urgente, tendo que repensar os seus conceitos de relacionamento com o cliente. Se antes pensávamos nas melhores formas de atendimento, prospecção e fidelização de clientes, hoje passamos a ter uma preocupação ainda maior com o fator da segurança em saúde. A inovação tecnológica desempenhará um papel fundamental em trazer ferramentas para essa nova realidade”, comenta Renato da Silva Barcellos, superintendente da entidade.

O uso da plataforma será simples: basta o lojista se cadastrar gratuitamente e preencher um formulário com algumas especificações, como área da loja.

Isso porque haverá uma recomendação de número máximo de clientes por fração de tempo, que pode ou não ser acatada pelo lojista.

A fração de tempo poderá ser incluída pelo próprio comerciante, baseada no período médio que os clientes costumam ficar dentro da loja.

Para os clientes, vai aparecer a informação de quantas pessoas podem ser atendidas no local a cada período.

A ferramenta será adaptada às regras de cada cidade e às recomendações das autoridades para preservação da saúde.

“Agendando um horário, é possível evitar filas e aglomeração. Às vezes um estabelecimento até controla a quantidade de pessoas que estão lá dentro, mas quem fica impedido de entrar acaba gerando aglomeração na parte externa. Queremos ajudar a evitar perda de tempo e situações de risco à saúde”, explica Thaís Cardoso, uma das idealizadoras.

Em um segundo momento, a ideia é que os clientes que acessarem a plataforma também possam ver as lojas que estão perto dele, para evitar deslocamentos desnecessários.

O Agendaki está sendo desenvolvido por Osmair Fuck, Gregório Bandeira (Blumenau) , Raiza Teles (Fortaleza), Thaís Cardoso (Balneário Camboriú), Laerte Souza (São José) e Lucas Fachini (França).

Publicidade
Redação

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leave a Comment
Compartilhar
Publicado por
Tags: agendaki balneariocamboriu blumenau brasil coronavirus fecomercio fortaleza frança lojistas santacatarina sãojosé
Publicidade

Posts recentes

  • Artigos

Assembleias digitais e os impactos do on-line no cooperativismo

Por Moacir Krambeck, presidente Central Ailos. Vivemos tempos de mudanças, de se habituar a uma…

% dias atrás
  • Inovação
  • Notícias

Hering passa a vender camisas básicas em máquinas de autosserviço

Desde o início de julho, a Hering, de Blumenau, apostou no conceito vending machine e…

% dias atrás
  • Negócios
  • Notícias

Oxford investe R$ 63 milhões para ampliar produção e vai gerar mais de 470 empregos

Com um amplo portfólio de produtos para a casa, a Oxford iniciou a segunda etapa…

% dias atrás
Publicidade