Mercado rodoviário já sente queda de procura por passagens de ônibus

A preocupação dos brasileiros com o avanço do coronavírus pelo país já está provocando queda na busca por passagens rodoviárias.

No último final de semana, de 13 a 15 de março, o volume de acessos na plataforma BuscaOnibus, que reúne informações de mais de 200 viações no Brasil e no Mercosul, caiu 11% em relação ao final de semana anterior.

A tendência, aponta o fundador e CEO da empresa, José Almeida, é que a queda se acentue nos próximos dias, não apenas em função do possível agravamento do número de casos de contaminação da doença e as recomendações para evitar aglomerações e ambientes fechados, mas também por um desaquecimento do próprio mercado:

“Alguns de nossos parceiros, viações e agências de viagem online (OTAs), por exemplo, já iniciaram a semana pausando campanhas de marketing”.

Sobre as medidas de prevenção, o diretor afirma que “estamos atuando de maneira instrutiva com nossos usuários, informando sobre as medidas adotadas pelas empresas de transporte, por meio de publicações em nosso blog e redes sociais e também compartilhamos as publicações de parceiros e empresas de ônibus”.

Todos os meses, cerca de 3 milhões de usuários fazem pesquisas sobre horários, trechos e preços de passagens rodoviárias no site da empresa.

Além de bilhetes de ônibus, a plataforma oferece pesquisa multimodal, também com ofertas de viagens de carona e passagens aéreas.

A plataforma atua em parceria com o principais players do mercado, como ClickBus, Guichê Virtual, Quero Passagem, Rodoviária Online, BlaBlaCar, Skyscanner, entre outros.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais