Com receita de R$ 431 milhões, Senior cresce 29%

O ano passado foi um período muito positivo para a Senior, umas das principais empresas de tecnologia com solução para gestão empresarial do país.

Com a meta desde 2018 de crescer 30 anos em 3, a empresa atingiu o crescimento de 29% em 2019 e uma receita de R$ 431 milhões.

Alguns pontos importantes contribuíram para a organização atingir esses números e se manter no caminho do crescimento planejado para 2020 e também para os próximos anos.

Crescimento por linha de produto

ERP, solução de gestão empresarial e o HCM, solução de gestão de RH, foram as linhas de produto que mais se destacaram no ano passado.

O primeiro trouxe um crescimento de 75% e uma representatividade de 34% no faturamento.

Já o segundo cresceu 42% e registrou um aumento de 15% no faturamento da companhia. 

Gestão de Logística – WMS/TMS também teve um ano promissor, com um crescimento de 24%.

Performance Corporativa, que leva ao mercado mais competitividade, tecnologia de ponta e que contribui para alavancar o negócio, cresceu 45%. Essa linha teve o crescimento impulsionado principalmente pelas soluções de CRM, BI, BPM e o bot de atendimento Sara.

A linha de Cloud Computing também fechou o ano com saldo positivo, com um crescimento de 95% em relação a 2018. Essa linha faz parte da receita recorrente da organização, que atualmente representa 63,1%.

Novos negócios impulsionam crescimento da empresa

Seguindo a estratégia de crescimento em busca do faturamento de R$ 1 bilhão, a Senior fortaleceu importantes frentes.

A companhia avançou na estratégia de crescer através de novos negócios, inovando e fortalecendo segmentos.  

A aquisição da Mega rendeu frutos positivos e contribuiu com o resultado. 

“A Senior iniciou o processo de integração da Mega em novembro do ano passado, consolidando ainda mais a empresa como uma marca versátil, capaz de oferecer soluções para os mais variados setores”, destaca o CEO da Senior, Carlênio Castelo Branco.

A aquisição da unidade de Logística TMS da Opentech, com sede em Joinville, resultou na mudança da filial para um novo endereço e contribuiu para um crescimento de cerca de 30% para a unidade de negócios. 

Outro investimento foi na Mindsight, de São Paulo (SP), uma startup HRtech de talent analytics.

Houve ainda a criação da primeira startup interna, a Colabbe. A iniciativa digital, conectada ao HCM para onboarding de funcionários nas empresas já processou mais de 5 mil admissões.

LEIA TAMBÉM: A estratégia da Senior para expansão internacional

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. EntendiSaiba mais